RSS

Arquivo da tag: café da tarde

Como fazer as próprias cápsulas de café

Como fazer as próprias cápsulas de café

Há algum tempo publiquei um post em que criticava a qualidade dos cafés em cápsulas do tipo NESPRESSO. Reitero e reforço a crítica!

Os cafés em cápsula têm algo de errado. E não sei o que é. Mas altera o gosto para pior. Algo semelhante a um gosto de plástico ou produtos químicos.

Hoje há muitas marcas. Mas de tanto provar e não ver nada de diferente, concluí que vale a pena fazer as próprias cápsulas! Assim, sei o que estou tomando e garanto que seja bom.

Eu havia prometido comentar o que aprendi sobre fazer as próprias cápsulas, incentivando e facilitando a vida de quem queira fazer as próprias cápsulas de café. Chegou a hora de fazer isso! Até já passou, na verdade!

Escolhido o café a ser provado, é preciso ter um kit de preparo de cápsulas.

Pode ser tanto um que contenha cápsulas de plástico e adesivos, quanto apenas os adesivos (que são vendidos separadamente, também), ou uma cápsula retornável, feita de metal ou plástico.

Usando somente os adesivos, seria preciso ter cápsulas de Nespresso, que podem ser esvaziadas e limpas (usada ou não). Então se faz o preenchimento com o café próprio, selando-a com o adesivo, com cuidado para alinhá-lo e fixá-lo bem.  Essa opção, não aconselho. Provavelmente o gosto do café original se manterá, residualmente.

Com cápsulas retornáveis, da mesma maneira, se faz o preenchimento com o café escolhido. Mas após o uso, se deve higienizá-a, com detergente e esponja, deixando-a em condições de reúso.

As metálicas podem ser usadas ilimitadamente. Já as plásticas, têm um limite, que vem indicado pelo fabricante.

Mas o melhor método, a meu ver, é usar cápsulas plásticas, com respectivos adesivos de papel laminado. Pode-se, então, comprar mais adesivos à parte, reutilizando as cápsulas algumas vezes (sugiro até 5 vezes).

Cuidados:

A moagem do café deverá ser acertada por tentativa e erro. De saída, sabemos que não pode ser muito fina, pois a água acaba não passando pelo café adequadamente, resultando em um café gotejado, amargo e muito pouco volumoso, além de poder ser prejudicial à máquina de café, por oferecer muita resistência à pressão exercida pela bomba.

Ainda que menos grave, por não prejudicar a máquina de café, uma moagem excessivamente grossa é também indesejável. O café ficará aguado e sem gosto, praticamente. Desperdiçar-se-á café, apenas! A água passará muito rapidamente.

Será caso de se encontrar o ponto certo, para cada café, entre esses dois extremos.

Ou seja: cada café terá um ponto de moagem ideal. Alguns absorvem mais água, oferecem mais resistência que outros, dependendo de sua densidade ou oleosidade.

Depende também da torra e do gosto pessoal, a moagem ideal.

Atenção: não compactar excessivamente o café dentro das cápsulas – isso poderá ter efeito equivalente ao da moagem extra fina.

Torras claras (altamente recomendado), pedem moagens um pouco mais finas, para que a água demore um pouco mais a passar. Já quem gosta de torras médias ou escuras pode jogar com a moagem, fazendo-a um pouco mais grossa, para que a bebida fique menos concentrada e com menos gosto de queimado.

É preciso ser curioso e ter espírito experimentador, para se chegar a uma bebida que agrade as próprias preferências, no caso das cápsulas de fabricação própria. 

Onde encontrar material:  ebay, Mercado Livre e similares, além de sites chineses como Ali Express. Eu prefiro os dois primeiros. Sempre é menos seguro comprar da China.

Segue link de busca no ebay, para exemplificar:

http://www.ebay.com/itm/100Pcs-Aluminum-Foils-Lids-Sticker-For-Refilling-Nespresso-Coffee-Capsule-Cups-/311678175279?hash=item489177882f:g:ZiEAAOSwMtxXs9p~

Pode-se usar termos como coffee capsule e ir refinando com plastic, aluminium, metalic. 

Agora é só escolher os próprios cafés e nada mais de gosto de plástico e/ou produtos químicos. Além de se poder escolher a própria torra, a própria moagem.

 

Anúncios
 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Cafeteria Trevíolo – uma lembrança de Buenos Aires em São Paulo

A palavra “café” pode ter vários significados além da aprazível bebida. Sobretudo em lugares como Buenos Aires, onde o costume de se reunir em uma mesa para conversar e se confraternizar está enraizado na cultura local. Por isso mesmo, lá se encontra um café em cada esquina. E lá, café é mais esse lugar, esse saudável ritual cotidiano.
Em São Paulo, muito se consome café, a bebida, como estimulante para a árdua e agitada rotina de trabalho. Aqui se gasta energia em trânsito e longas filas para tudo. Pouco ou nenhum tempo sobra para o ritual do café. Aqui se pede um café no balcão, para tomá-lo e sair correndo. É raro até quem tenha tempo de esperar por um espresso bem tirado.
Talvez por isso não se encontrem aqui muitos estabelecimentos como os bonairenses, os cafés de que falamos. Mas na semana passada descobri que resta ainda mais uma esperança! Ela fica na zona oeste, mais precisamente, na Avenida Sumaré. É o Café Trevíolo (nº1200, com funcionamento de segunda à sábado, das 10:00 às 20:00 horas).
Lugar extremamente agradável, espaçoso e com uma rara diversidade de cafés à disposição dos apreciadores. Há uma carta de cafés, com blends de origem nas principais regiões produtoras de café de São Paulo e Sul de Minas. Há também grande variedade de bebidas derivadas e outras. Servem, ainda, almoço e diversos tipos de sobremesa.
Como pontos positivos, o ambiente agradável, o serviço, a diversidade, e até mesmo os preços. Mesmo o que parece ser caro, acaba não sendo, já que as porções são bem generosas (mais uma lembrança de Buenos Aires!). Não deixe de pedir um tostado para ter uma experiência bem porteña.
Há ainda algumas opções que considero sensacionais: café da manhã e café da tarde (ainda mais raro)! Vem de tudo, e com espresso duplo para coroar! E a preço justo, servido com todos os apetrechos!
Como pontos negativos, a parte dos fundos, com poltronas, tem seu conforto atrapalhado por uma ruidosa cozinha, que fica logo atrás. Ainda, o espresso algumas vezes vem um pouco mais frio do que deveria. Deverá haver também, quem não goste de pagar 5 reais para estacionar. Não acho muito problemático, pois é possível parar na rua ao lado, com tranquilidade, caso não se goste de serviço de manobristas. Por último, o horário de funcionamento é um pouco restrito, sobretudo por não funcionar aos domingos, mas também por abrir meio tarde para um café da manhã.
Para fechar com chave de ouro, você ainda poderá comprar café moído para suas necessidades ou em grãos. Basta escolher qual mais agradou! Vale a pena conferir! Não deixe de dispensar uma atenção à lojinha (foto), onde se encontram produtos relacionados à café.
Para ver outras cafeterias da marca (outras em São Paulo, mas também no Paraná e Santa Catarina), acesse: http://www.treviolo.com.br/Cafeteria/

 
1 comentário

Publicado por em 11 de dezembro de 2010 em Cafeterias

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

 
Brasilagro

Brasil Agribusiness News - Brasil Agronegócios

Hearts and Minds

O que não muda é que tudo muda.

Tom Fernandes

"‎Quando eu era menino, todos me chamavam de mentiroso. Agora eu sou adulto, e me chamam de escritor." Isaac Bashevis Singer

Kelly Cristina

A única fonte de felicidade está dentro de nós mesmos, e deve ser repartida. Repartir as alegrias é como espalhar perfume sobre os outros: sempre algumas gotas acabam caindo sobre nós mesmos. Sou apaixonada pela minha familia e pelo meu trabalho, sei que a cada dia eu tenho a oportunidade de aprender um pouco mais.

Juliana Lima

Tudo para quem não vive sem um bom café! A gastronomia do café. O preparo do café - coador, prensa francesa, café espresso, café expresso, máquinas de café, café em grãos, xícaras, chávenas, colombian coffee, brazilian coffee

Seu Dinheiro na Internet

Ganhe Dinheiro na Internet sem vender sua alma.

O Mochileiro

Mochila, cultura e experiência.

IMPRESSIONARE (21)99584-4658 (21)3627-5431

Orçamentos: contato.impressionare@gmail.com

Paulo Junior's Blog

"As dificuldades devem ser usadas para crescer, não para desencorajar. O espírito humano cresce mais forte no conflito.” (William Ellery Channing)

CB - CARLOS BESSA ASSESSORIA E VENDAS

vendas; setor moveleiro; mobiliário; treinamento; gestão de vendas; representação

jsazevedoja

Este site WordPress.com é supimpa

Nádia Jung

Porque às vezes as palavras têm de dar lugar ao silêncio, porque às vezes só um gesto inconsciente pode provocar a captura do inexplicável, porque o olho sabe antes que a mente, porque a fotografia é necessária na minha vida ...

Café Etrusca

Café, café de especialidad, café gourmet, insumos para cafetería, maquinaria para cafeterías, mobiliario para cafeterías, barista champ

Desenvolvendo ABAP/4

Just another WordPress.com weblog

tmenegatti

Thiago Menegatti

Dedo-no-zoio

Por que o mundo é dos espertos!

%d blogueiros gostam disto: