RSS

Arquivo da categoria: Cafeterias

Dicas e opiniões sobre lugares interessantes para se tomar bons cafés. Com ênfase em São Paulo, falamos de cafeterias visitadas e avaliadas sob diferentes aspectos.

Moradores de São Paulo – bom momento para uma passada no Coffee Lab

Uma dica expressa para quem vive na capital de São Paulo:

Uma visita ao Coffee Lab, da Isabela Raposeiras.

Há sempre algumas críticas à barista e experimentadora, dona da cafeteria de que falo agora. Mas nada poderá apagar o fato de que ela sempre tem bons cafés para vender. Bons mesmo, não bons “mais ou menos”.

Esses dias de início de ano são bons para conferir, pois o movimento está mais baixo, o ambiente lá está mais tranquilo e agradável.

Mas o que mais me chamou atenção foi o aumento da variedade de cafés em grãos disponíveis para comprar e levar para casa.

Além disso, há mais opções a preços entre 20 e 35 reais o quarto de quilo, o que pode ser considerado bastante razoável.

Recomendo experimentar todos, exceto do Café da Raimunda, que achei muito amargo e de qualidade abaixo da média daqueles com que ela trabalha.

Recomendo muito o Rancho Dantas, vindo de região montanhosa do Espírito Santo. Custa 42 reais, preço salgado, mas é excelente. Incrivelmente perfumado e agradável. Sobretudo em preparo Aeropress, mas em todos os preparos cai bem!

O Coffee Lab merece ser citado como o 1º a reabrir após as festas, dentre o circuito do café “bom de verdade”, como costumo dizer, constituído por ele, pelo Mirante 9 de Julho, Café Beluga e Sofá Café (este último de presença mais discreta).

Parabéns à essa excelente cafeteria.

Endereço do Coffee Lab: Rua Fradique Coutinho, 1340, Vila Madalena, São Paulo, SP.

 

Anúncios
 

Tags: , , , , , , , , , ,

Alento na Paulista – Mirante 9 de Julho Café

Sempre relatei aqui a dificuldade em se encontrar bons cafés na região da Avenida Paulista.
Depois de anos de existência deste blog, uma alternativa apareceu, atrás do MASP (Estação Trianon-Masp da linha verde do metrô).
Trata-se do Mirante Café. Um espaço revitalizado sobre a saída do Túnel 9 de Julho.
O projeto é muito interessante, podendo ser acompanhado pelo site do Mirante: https://mirante.art.br/
Vale muito a pena checar!
O café fica do lado esquerdo de quem entra no espaço, após descer as escadarias, cuja entrada é na rua Carlos Commenale (exatamente atrás do MASP).
A marca que nos serve ali é a “Isso é Café”, cujos cafés são de 1ª qualidade dentre os gourmets. São cafés provenientes da região de Mococa-SP, divisa com Minas Gerais.
O espresso é tirado por baristas do mundo todo que estagiam rotativamente. E sempre é excelente.
Há enorme variedade de opções de apresentações da bebida café, raramente encontrada em São Paulo.
É possível levar diversos tipos de café para fazer em casa.
O ponto baixo fica por conta dos preços um pouco salgados, mesmo considerando a qualidade bem acima da média. Além da impossibilidade de adquirir pacotes maiores de 250 gramas.
No Mirante há outras atrações gastronômicas bem interessantes, independentes da cafeteria.

Enfim, um café viciante na Paulista!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de janeiro de 2016 em Cafeterias

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Atualizações do blog sobre cafeterias

theend

Prezados leitores:

Gostaria de atualizá-los a respeito de cafeterias que indiquei ou de que comentei aqui no blog.

  1. Café Treviolo: era uma bonita e agradável cafeteria, localizada na avenida Sumaré, em São Paulo. Espaçosa e cheia de opções de cafés e comidas, infelizmente, foi fechada há um bom tempo. O serviço lá não era dos melhores. Pode ser que por isso, faltassem clientes. Mas lamento. São Paulo precisa de mais cafeterias e perdeu uma.

2. Atelier do Café – primeira torrefadora que conheci. Possuía excelentes cafés, vendidos muito eficientemente pela internet.

No site, informam que encerraram suas atividades, que passarão a ser geridas sob a marca Daterra (mesma fazenda, mesmos proprietários, pelo que sei).

Entretanto, a página do Daterra, toda em inglês, não apresenta opções de compras. Em contato com o Comercial deles, me informaram que é possível comprar cafés apenas pelo televendas, por administradores provisórios.

Com esses cafés ainda podemos contar. Devem voltar a ser comercializá-los em breve e a Daterra pede desculpas pela falta de atualização do site dela, o que já está sendo sanada.

Excelente, pois possuem produtos de excelente qualidade. Inclusive, um café naturalmente com baixos teores de cafeína, opção que não se encontra em outros lugares com facilidade.

Esperemos que outras cafeterias comecem a operar, pois ainda há poucas opções boas em São Paulo, estado que deve boa parte de seu desenvolvimento, cultura de negócios e arquitetura à cultura do café.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Melhor café da Paulista mudou de local (mas segue longe da avenida)

foto 2

Se forçamos a barra um pouco e pensarmo em “região da Paulista”, aí sim encontramos um café bom de verdade. Mas não basta forçarmos apenas a barra. Será preciso forçar as pernas: por ficar na Alameda Franca, quase na esquina com a Augusta, o caçador de bons cafés precisará descer 4 quadras, em meio a ônibus fumancentos, por calçadas estreitas, disputando espaço com os numerosíssimos pedrestres e até com vendedores ambulantes. E claro, depois virá a subida! (O 1º ponto de ônibus fica quase na metade do caminho).

Entretanto, o que mais interessa àquele que aprecia os bons fluidos proporcionados por um café bem saboroso, é que o melhor café da região deixou de ser encontrado na Escola São Paulo de Artes. Infelizmente, eles fecharam a cafeteria da escola.

A boa notícia é que o mesmo café se encontra ao lado, no Sofá Café. Basta descer alguns metros até a Alameda Franca e virar à esquerda. Muito rapidamente se encontra o local.

O ambiente é bem agradável e o café é, ainda, de longe, o melhor da região da Paulista. Há ainda cafés diversos para se comprar, acessórios para preparo, e um bom balcão com vista para a rua, algo bem raro em São Paulo.

Sofá Café:

Alameda Franca, 1.104 – Jardins (São Paulo)
tel.: 11 2506.5004

 

Tags: , , , , ,

Escassez de cafeterias boas – Avenida Paulista

Não é novidade que a quantidade de boas cafeterias no Brasil é bem pequena. Mas o mais espantoso é que isso aconteça, para nossa decepção, em Plena Avenida Paulista. Como sofre alguém que procura um café realmente bom no coração financeiro da América do Sul.

É muito interessante que numa região repleta de gente trabalhando sob pressão, não haja um único café que bom de verdade. Os pontos de abastecimento para quem precisa de cafeína são inúmeros. Um pior que o outro. Sobra café queimado, amargo, aguado. E só.

Quem quiser tomar um café apreciando o sabor tem apenas 2 opções:

1. Entrar no Center 3 e ir ao Café do Ponto, no subsolo, onde poderá escolher diversos tipos de cafés, sendo os espressos regionais as melhores opções. Ainda assim, deve-se pedir enfaticamente para o café ser tirado em 3/4 de xícara. De outro modo, fica aguado. E mais: o café regular deles é amargo.

Ao menos o ambiente é agradável e as baristas/atendentes, são educadas e prestativas.

Observação: trata-se de uma cafeteria dentro de um shopping, o que tira bastante a graça de tomar um café. Mas melhor que nada.

2. Entrar no Viena Café, no Conjunto Nacional. Só há um café. Deve-se pedir 3/4, mas ter paciência, pois boa parte das atendentes estranha o pedido. Algumas conhecem a artimanha. Sugiro acompanhamento do pão de queijo deles. É caro e minúsculo, mas muito bom.

A seguir, o único verdadeiro café da região da Paulista.

 
2 Comentários

Publicado por em 10 de fevereiro de 2014 em Cafés gourmet - marcas e opinião, Cafeterias

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Café combustível?

Uma breve caminhada pela Avenida Paulista, uma das maiores concentrações de escritórios da América Latina, basta para constatar que o café é o combustível do trabalho!

Hordas de executivos atacam os balcões acanhados das cafeterias da região. Chegam sempre juntos, pedem várias xícaras de café ao mesmo tempo e se apoderam do local por 5 ou 10 minutos. Felizmente, estão sempre com pressa e logo liberam os locais para os simples mortais que querem apreciar um café com o mínimo de calma.

Para eles, o café serve de estimulante, já que precisam se manter alertas durante o trabalho, geralmente monótono. Não sei o que seria das empresas e dos órgãos públicos sem café!

Para esse pessoal o sabor da bebida é pouco importante. Quase todo amargor se corrige com açúcar, quando não com adoçante sintético!

Por outro lado, são mais raros os cafés de ambiente aprazível e café de boa qualidade bem tirado. É por isso que nesse blog procuro ajudar a dar visibilidade a cafeterias com essa proposta. Falei já de alguns  interessantes que descobri e frequento.

E a boa notícia é: não é preciso ser um desocupado para frequentá-los! Nos mesmos 5 ou 10 minutos se pode apreciar um café saboroso. É questão de gostar de fazer isso.

Recentemente, estive em Porto Alegre, onde tentei descobrir novidades relativas a café. Achei uma cafeteria (https://pt-br.facebook.com/pages/DOM-GIOANNI-CAFE/178338978885072?sk=info) que poderia ser modelo para São Paulo, a Dom Gioanni: agradável, com bom atendimento e café bem tirado. E o mais curioso: ali se usa um café que está longe de ser um dos meus favoritos, o Astro Café, e mesmo assim, achei-o excelente. Será que o cuidado para tirá-lo fez a diferença? Só pode, porque o produto é originário, vejam só, de São Paulo, segundo me contou o dono do negócio.

Fica o exemplo!

Para quem gosta de bom café a caça deve continuar! Café ruim, nem de graça!

Resultados de buscas por bons cafés são bem-vindos aqui! Basta me escrever.

Imagem

 
6 Comentários

Publicado por em 13 de maio de 2013 em Cafeterias, Hábito e cultura do café

 

Tags: ,

Starbucks: escolha à vontade na prensa francesa


Sempre lamentei o fato de que o Starbucks, rede gigante de cafeterias, serve um espresso apenas regular. Perguntei várias vezes sobre a possibilidade de escolher o café que gostaria de provar com o preparo espresso. A resposta sempre foi a mesma: trabalhamos com apenas um tipo, o blend brasileiro. Lamentável. Será que é assim também nos outros países?

O resultado é que o Starbucks acabou se tornando, para mim, uma cafeteria de ambiente agradável, mas um lugar para não tomar espressos.

Em minha última insistente tentativa de provar grãos de meu gosto no espresso, recebi uma resposta apenas parcialmente negativa e surpreendente: é possível escolher o grão que quiser, mas para ser provado na prensa francesa. Tudo bem, então!

O lado bom disso: podemos pedir um café na prensa, feito com qualquer dos grãos vendidos na loja (há blends de torras claras, médias e escuras). Ainda, a quantidade de bebida servida é suficiente para 3 ou 4 pessoas, ao preço de 9,50 reais.

Para completar a experiência, a jarra da prensa repleta de café vem numa bandeja com xícaras ou copos, à escolha do cliente! Um grupo, uma dupla ou um casal, pode ter bons momentos regados a bom café, num lugar agradável e especializado nessa socializante bebida.

Os lados negativos:

1, No frio as filas triplicam no Starbucks.

2. O café servido em prensa pode ser demasiadamente aguado para o gosto brasileiro, mas deve-se ter em mente que não se trata de uma jarra de espresso, mas sim, de uma bebida mais próxima do chá. Na prensa menor são utilizados 27 gramas de café granulado, como medida padrão. Pouco, para meu gosto – o
ideal estaria perto do dobro.

Contudo, gostei muito da novidade! Muito boa experiência para quem aprecia café e tem abertura a novidades.

 
6 Comentários

Publicado por em 12 de maio de 2012 em Cafeterias

 

Tags: , ,

 
Brasilagro

Brasil Agribusiness News - Brasil Agronegócios

Hearts and Minds

O que não muda é que tudo muda.

Tom Fernandes

"‎Quando eu era menino, todos me chamavam de mentiroso. Agora eu sou adulto, e me chamam de escritor." Isaac Bashevis Singer

Kelly Cristina

A única fonte de felicidade está dentro de nós mesmos, e deve ser repartida. Repartir as alegrias é como espalhar perfume sobre os outros: sempre algumas gotas acabam caindo sobre nós mesmos. Sou apaixonada pela minha familia e pelo meu trabalho, sei que a cada dia eu tenho a oportunidade de aprender um pouco mais.

Juliana Lima

Tudo para quem não vive sem um bom café! A gastronomia do café. O preparo do café - coador, prensa francesa, café espresso, café expresso, máquinas de café, café em grãos, xícaras, chávenas, colombian coffee, brazilian coffee

Seu Dinheiro na Internet

Ganhe Dinheiro na Internet sem vender sua alma.

O Mochileiro

Mochila, cultura e experiência.

IMPRESSIONARE (21)99584-4658 (21)3627-5431

Orçamentos: contato.impressionare@gmail.com

Paulo Junior's Blog

"As dificuldades devem ser usadas para crescer, não para desencorajar. O espírito humano cresce mais forte no conflito.” (William Ellery Channing)

CB - CARLOS BESSA ASSESSORIA E VENDAS

vendas; setor moveleiro; mobiliário; treinamento; gestão de vendas; representação

jsazevedoja

Este site WordPress.com é supimpa

Nádia Jung

Porque às vezes as palavras têm de dar lugar ao silêncio, porque às vezes só um gesto inconsciente pode provocar a captura do inexplicável, porque o olho sabe antes que a mente, porque a fotografia é necessária na minha vida ...

Café Etrusca

Café, café de especialidad, café gourmet, insumos para cafetería, maquinaria para cafeterías, mobiliario para cafeterías, barista champ

Desenvolvendo ABAP/4

Just another WordPress.com weblog

tmenegatti

Thiago Menegatti

Dedo-no-zoio

Por que o mundo é dos espertos!

%d blogueiros gostam disto: