RSS

Prensa francesa: o que nunca é comentado.

09 abr


A prensa francesa gera muita curiosidade e é bem mais desconhecida do que eu imaginava. Passei a semana testando a minha e oferecendo o resultado disso aos colegas de trabalho. Os primeiros foram vítimas. Os últimos apreciaram um café e tanto!

Mesmo depois de ter feito um curso de preparo de café, por diferentes métodos, meu café de prensa não ficava agradável. Eu a havia quase aposentando. Um grande equívoco: o café feito por esse método é único. O sabor é intenso e agradável. Contanto que se cumpra um certo ritual no preparo.

Três são os defeitos mais comuns de um café mal preparado em prensas: baixa temperatura, presença de pó na bebida e sabor desagradável. Simples são as três soluções para esses problemas. Passo agora a falar delas.

A primeira coisa que se deve fazer ao usar uma prensa francesa é rescaldar sua jarra e seu filtro. O melhor é completar a jarra com água fervente, numa superfície não fria (preferencialmente madeira, nunca pias de pedra). Deixando a água quente em repouso na jarra,  pode-se ir esquentando a água mineral ou filtrada a ser usada para a bebida.

Depois, pode-se lavar o filtro do êmbolo com a água descansada.

O café a ser usado: deve ser, necessariamente, de excelente qualidade. O preparo em prensa extrai ao máximo o sabor do café. Quanto mais baixa a qualidade, pior a bebida. O ideal é um café de torra clara. Ao final (indicações no final desse post).

A moagem deve ser média. Vale a pena comprar moído em boas cafeterias. As máquinas profissionais são mais seguras para se obter boas moagens para esse preparo. Uma moagem inadequada pode produzir um café quase “árabe”. Sempre haverá resíduos de pó na bebida final, mas se passar do limite, o café fica desagradável. Não passando, apenas restará uma sensação aveludada no final da xícara.

Seguindo-se os passos: rescaldamento da jarra e do êmbolo + moagem adequada + bom café, a bebida será cativante. Isso porque é certa a vontade de se usar a prensa diariamente depois de acertar o preparo.

Por último, cabe uma dica que vai um pouco contra o preceito de jamais ferver a água do café. No caso da prensa francesa, convém ferver a água. Isso porque a perda de calor será relativamente grande nesse tipo de preparo. Após despejar a água sobre o pó, depositado no fundo da jarra, será necessário mexer a mistura duas ou três vezes, aumentando o contato do líquido com o ar. Em seguida, dever-se-á deixar a mistura em repouso por cerca de 3 minutos, antes de comprimi-la com o êmbolo. Isso tudo esfria a bebida. Vale a pena ferver a água, então. Ainda que isso possa queimar um pouco o café. No final, o benefício é maior que a perda.

Sugestão de marcas de café para prensa francesa: CoffeLab, Pé de Café, Grão Gourmet, Suplicy.
Sempre torras claras!

Anúncios
 
43 Comentários

Publicado por em 9 de abril de 2012 em Ferramentas de preparo, Preparo

 

Tags: , ,

43 Respostas para “Prensa francesa: o que nunca é comentado.

  1. Rubin Pedro Diehl

    23 de janeiro de 2017 at 21:18

    Olá! Comprei minha terceira Prensa Francesa (1a presente, 2a quebrou), e constatei uma diferença grande das anteriores: o “pistão” (filtro) termina seu percurso muito longe do fundo do recipiente de vidro. Enquanto as 2 anteriores o pistão chegava a menos de 1cm do fundo, efetivamente “prensando” o pó, esta cafeteira só vai a 3,5 cm do fundo, o que considero muito afastado para um equipamento cuja capacidade é 350 mL.
    Medi o volume restante abaixo do pistão, é 105 mL. Ou seja, se eu quiser preparar apenas UM café (90 a 120 mL) o pistão literalmente não terá efeito algum como “prensa”, atuando apenas como filtro.
    PERGUNTO: considerando que uma das respostas desta página fala que equipamentos atuais estariam deixando 3 cm de distância até o fundo, ISTO É NORMAL? Como fica a preparação de UM café apenas, ou mesmo DOIS, já que o pistão deixa um ‘volume morto’ equivalente a 1 café?
    O vendedor se recusa a admitir que o equipamento tem defeito de fabricação, pois diz que todos tem essa mesma medida, que seria necessária para a preparação da bebida.

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      4 de fevereiro de 2017 at 12:10

      Prezado Pedro:
      Para preparo de menos quantidades de bebida, tem de comprar prensas menores, não tem jeito.
      Quanto aos pistões: o da minha prensa, que é Bialetti, termina a cerca de 1 dedo do fundo.
      Apesar do nome, a intensão, acredito, não é prensar o café granulado contra o fundo da prensa, até amassá-lo.
      O que se prensa é a mistura água + grânulos, como maneira de separar os dois volumes: o sólido do líquido.
      Elas são fabricadas de maneira a fazê-lo, contando com uma quantidade esperada de grânulos, condizente com o volume do copo e com a escala dela.
      A minha tem marcações de xícaras para ajudar no volume de água. Mas é tudo estimado.
      Não quer dizer que você vá gostar de uma bebida com aquelas proporções.
      Para menores quantidades, você deve ter prensas de escalas menores.
      Quando você afunda o pistão e vai servir a bebida, deve segurar a cabeça do pistão com seu polegar, evitando ao máximo que a parte sólida (que fica como uma lama fina) reflua um pouco para a bebida.
      Mas a bebida será mesmo aveludada, pois é difícil você obter grânulos regulares. Fica um pouco de pó sempre, e isso o filtro não retém. Fora os vazamentos pela borda do filtro metálico, inevitáveis, praticamente.
      No entanto, recentemente vi o que seria a solução para os vazamentos, independentemente do volume!
      Uma prensa da Kitchen’Aid – o filtro metálico possui a borda emborrachada.
      O problema é que essa prensa é bem cara, aqui no Brasil.
      Mas de maneira geral, procure a escala correta para você, moagem grossa (poderia peneirar um pouco os grânulos numa peneira bem fina, retirando o que houver de pó) e mantenha o pistão gentilmente pressionado quando for servir.

      Curtir

       
  2. Clara Albuquerque

    2 de agosto de 2016 at 9:43

    Agradeço pelas dicas. Gostaria de saber se posso usar o pó para café expresso na prensa francesa.

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      4 de agosto de 2016 at 12:33

      Olá, Clara!
      A moagem para espresso é média. Na prensa o ideal seria uma moagem mais grossa. Mas não há problemas. O que ocorre é que quanto mais fina for, menos o filtro metálico será capaz de reter. Vai haver pó na bebida.
      Por vezes isso é do gosto de quem prepara. Mas em geral não é o efeito que se busca.
      Quando passa pó para a bebida, ela fica aveludada, e chega a lembrar um café turco!
      Sugiro sempre fazer experiências e ver como gosta mais!
      Abraços
      Paulo Quintana

      Curtir

       
  3. Arnaldo Filho

    11 de maio de 2016 at 16:03

    Obrigado pelas dicas, Gostaria de tirar uma dúvida se possível. Eu pretendo comprar uma prensa francesa na Starbucks, vejo diversos vídeos sobre o preparo e queria saber sua opinião do seguinte. Resumidamente o tempo que eu leio que tem que esperar é 4 minutos, mas é 4 minutos do tempo que a agua entra em contato com o pó ou 4 minutos depois de fechado pra empurrar o embolo?
    Outra coisa, você acha que esse resumo de preparo está correto: escalda a cafeteira, 2 colheres de pó pra cada 180 ml de água, coloca um pouco da água até cobrir o pó, mistura com um talher e aguarda 30 segundos, coloca o resto da água, tampa, aguarda 4 minutos, desce o embolo e serve. O que acha?

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      12 de maio de 2016 at 12:42

      Prezado Arnaldo:
      Essas instruções são apenas para dar um parâmetro. Não é necessários segui-las literalmente. Isso porque cada café será diferente um do outro. E o principal: o gosto de que vai saborear a bebida.
      Muitos técnicos gostam de estabelecer regras, como maneira de afirmar a própria autoridade no assunto. Outros, o fazem para dar uma base a quem não está acostumado àquele tipo de preparo de café.
      Para mim, você deve fazer seu próprio teste.
      Como você gosta da bebida? Mais forte? Mais encorpada? Ou o contrário?
      Você pode ter em mente que: quanto mais tempo de infusão, mais cafeína terá sua bebida, até o limite da saturação.
      E quanto mais café você utilizar, proporcionalmente à quantidade de água, mais forte ficará a bebida.
      Ainda há a moagem e, sobretudo, a torra.
      Para prensa, usa-se moagem grossa, como regra, aí sim, porque o filtro metálico não é capaz de reter pó, como o de papel.
      Mas eventualmente, você até pode gostar de uma bebida mais parecida com o café turco, com um pouco de pó, ficando meio aveludada.
      A instrução que você mencionou me parece boa sim.
      Só que eu, como uso café de torra clara SEMPRE, e a moagem é grossa (menos superfície de contato com a água), uso mais café, em geral. Talvez 3 colheres, para essa água.
      E não deixo 4 minutos em infusão. Nem cronometro, mas dois minuto, aproximadamente, para mim, bastam.
      Você esperando mais, pode ser bom, para que o pó, sempre presente mesmo na moagem grossa, se decante. Aí quando você tirar a bebida está mais filtrada!
      Um abraço
      Paulo

      Curtir

       
  4. JAIRO

    4 de dezembro de 2015 at 4:43

    Salvador-Bahia, 04.12.2015-6ª feira.

    Ao APRECIE CAFÉ.

    A “CAFETEIRA” PRENSA FRANCESA, PRESTA-SE TAMBÉM, PERFEITAMENTE, PARA PREPARAR UM ÓTIMO CHÁ PRETO OU OUTROS, TANTO EM SACHETS QUANTO A GRANEL, ERVA MATE TAMBÉM, FICA ÓTIMA !
    O QUE DESCOBRI É QUE, DEIXANDO A INFUSÃO POR 12 (DOZE) HORAS, A BEBIDA FICA BEM MAIS ENCORPADA, SABOROSA E AGRADÁVEL AO PALADAR !
    DOU PREFERÊNCIA À BEBIDA GELADA A QUAL PODE CONSERVAR-SE, SEM PROBLEMAS POR NO MÁXIMO 3 (TRÊS) DIAS, NO REFRIGERADOR. PREPARO SEMPRE, 450 ml FAZENDO MISTURAS COM OS SABORES DOS SACHETS. UTILIZO SEMPRE, 150ml, PARA CADA SACHET OU SEJA, 450 ML UTILIZANDO 3 (TRÊS) SACHETS, EXEMPLO DE UMA BOA MSTURA “BLENDED”: 3 (TRÊS MEDIDAS DE ERVA MATE + 1 (UM) SACHET DE CHÁ DE HORTELÃ, ( O DA MARCA TWININGS É MELHOR) FICA MUITO BOM, AINDA MAIS GELADO !
    ACONSELHO A JAMAIS USAR A MESMA PRENSA PARA PREPARAR CAFÉ E OU CHÁ POIS, O ACENTUADO SABOR DO CAFÉ, FICA IMPREGNADO NA CAFETEIRA FRANCESA, MACULANDO A PUREZA DO SABOR DO CHÁ, O QUE NÃO É BOM AO PREPARA-LOS !
    BOA DEGUSTAÇÃO, DO CHÁ OU DO CAFÉ !
    Grato pela atenção.

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      4 de dezembro de 2015 at 12:46

      Jairo, muito obrigado pelas ideias e dicas! Gosto de erva mate também. Vou adotar essa sugestão. Será útil para os leitores do blog! Um abraço
      Paulo

      Curtir

       
  5. mcostasp

    17 de junho de 2015 at 12:32

    Tenho uma dúvida, posso utilizar a prensa francesa para fazer pouco café ? Aqui em casa somente eu tomo café, então, bebo pouco. Uma outra dúvida o café demora para esfriar na prensa ou não ?

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      17 de junho de 2015 at 14:14

      Olá, Marcelo! Que bom que gostou!
      Depende do tamanho da prensa que você tem. Há algumas voltadas para doses individuais.
      As proporções de café e água sempre irão de acordo com seu gosto, mas acredito que esteja perguntando, por conta do filtro da prensa, ou seja, se conseguimos filtrar o café, mesmo quando em pequenas quantidades.
      Se usar uma prensa grande, com pouca água, vai ter apenas uma lâmina de um dedo. Teoricamente, o filtro vai até o fundo do recipiente e haverá filtragem. Mas é provável que passem para a bebida algum resíduo de café que esteja mais fino (dificilmente se consegue uma moagem totalmente regular).
      Resumindo: use uma prensa o menor possível, suficiente para encher até pelo menos 3 dedos de altura, com a água quente.
      Para a bebida ficar quente o máximo de tempo possível, escalde todo o material com água fervente – a malha metálica, o recipiente e sua xícara para receber o café!
      Quando for verter a bebida na xícara, pode segurar o topo da haste do filtro com o polegar, de maneira a mantê-lo no fundo (sem acalcar).
      Boa sorte! Depois, conte-nos o resultado!
      Abraços

      Curtido por 1 pessoa

       
  6. Marcelo Costa

    17 de junho de 2015 at 12:28

    Muito bom post. Encontrei ele pelo google também e estou com uma dúvida, aqui em casa somente eu que toma café existe uma quantidade minima para fazer na prensa francesa ? E o café fica frio rapidamente quando deixado na prensa ?

    Curtir

     
  7. Flavio

    26 de agosto de 2014 at 17:35

    Parabéns pelo blog e pelo tema! Sou amante de café e não conhecia a prensa francesa. Estive olhando a da tramontina de vidro duplo, o que vcs acham? e qual marca de moedor elétrico recomendam?

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      27 de agosto de 2014 at 19:53

      Nunca testamos a Tramontina, mas vidro duplo é ótimo indício. Verifique se o filtro não é muito frágil e vá em frente!
      Obrigado pelo elogio.
      Moedor: o da Cadence é bom pra começar. Durável e barato.
      Se quiser melhorar um pouco mais, usar da Cuisinart, uns 50% mais caro, mas proporciona uma moagem mais homogênea.

      Curtir

       
      • JAIRO PINTO DE CARVALHO

        7 de agosto de 2016 at 5:06

        Salvador-Bahia, 07.08.2016-Domingo.
        Ao aprecie Café.
        SOBRE A PRENSA FRANCESA IMPORTADA PELA TRAMONTINA, EM PRINCÍPIO É BOA POIS, TENDO PAREDE DUPLA SUBTENDE-SE QUE CONSERVARÁ POR MAIS TEMPO, A TEMPERATURA DO LÍQUIDO PREPARADO MAS, POR TER A ALÇA DO PRÓPRIO MATERIAL DO CORPO, OU SEJA, VIDRO E SER MUITO DELGADA, DEVE QUEBRAR-SE COM MAIS FACILIDADE, REQUERENDO GRANDES CUIDADOS !
        Grato pela atenção.
        Jairo

        Curtir

         
  8. Anônimo

    10 de agosto de 2014 at 21:11

    Onde acho essa cafeteira pra vender? Achei interessante o conceito e quero testar! Qual seria o melhor modelo/marca etc? Obrigado!

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      22 de agosto de 2014 at 17:22

      A presa francesa se acha à venda em casas de utensílios para a casa, em cafeterias, ou até pela internet. No Starbucks mesmo vendem um. Cara além do que deveria, mas bem boa.
      No bairro da liberdade, nas lojas de produtos japoneses, se acha muito facilmente.

      Curtir

       
  9. Anônimo

    11 de julho de 2014 at 20:43

    Até agora ninguém falou dá quantidade de água para preparar o café

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      15 de julho de 2014 at 20:42

      Boa tarde!
      A quantidade de água é de escolha sua. Depende de como prefere seu café!
      Paulo

      Curtir

       
    • Cíntia

      15 de julho de 2014 at 21:48

      Segundo o Barista do Otávio Café, a medida para a FP é de 1/10, 10 gramas de café para 100ml de água. Tenho usado e fica a contento. Se achar forte, pode ir diminuindo e testando de acordo com teu gosto! O prazer do café é a alquimia.

      Curtir

       
      • Aprecie Café!

        28 de julho de 2014 at 19:11

        Prezada Cíntia:
        Não sei se vale a pena padronizar isso. Pode ser uma referência, só. Isso porque depende muito do café que está utilizando, e sobretudo, da torra dele.
        De qualquer jeito, agradeço a contribuição.
        Abraços
        Paulo

        Curtir

         
        • Cíntia

          6 de agosto de 2014 at 21:35

          Bom, sempre vai do gosto da pessoa. Para mim, preparar o café é sempre uma alquimia, você precisa ter um parâmetro para começar a trabalhar, daí para diante, você vai testando o seu gosto para mais ou para menos, o tipo de torra, de café… nunca é padrão, mas, para começar precisa um primeiro passo, no caso, uma primeira medida…rs. Eu uso café torra média, moagem para expresso para mais grossa, depende do moinho. Abraço.

          Curtir

           
  10. Cíntia

    5 de junho de 2014 at 0:36

    Olá,

    Estou iniciando na ciência do café e ainda ando catando informações. Vi que sugere moagem média para french press, mas, vi num outro site que para moka e french press a melhor moagem seria a grossa. Então, já que tenho os dois tipos de cafeteira, não seria a moagem grossa mais interessante, nesse caso, pois, poderia usar nas duas cafeteiras?

    Gostei muito do site!

    Curtir

     
    • Aprecie Café!

      8 de junho de 2014 at 17:46

      Olá, Cíntia!
      Acredito que seja uma questão de preferência, e sobretudo, de experimentação.
      Quanto à prensa francesa, de fato, a moagem grossa é mais própria.
      Vou rever o post, que é um dos mais antigos desse blog.
      O principal problema com a prensa, na verdade, é outro, menos importante que a diferença entre média e grossa; É que a maioria dos moinhos não oferece uma moagem completamente regular. O café fica com uma pequena parte de pós, junto aos grânulos. E esse pó acaba passando pelas bordas da tela metálica da prensa. Aí, a bebida fica parecendo empoeirada, ou aveludada. Se você não gostar disso, é problema!
      Teria de encontrar uma maneira de peneirar os grânulos previamente para uma bebida “perfeita”.
      Mas de fato, se você faz uma moagem mais grossa, esse problema se minimiza. Ou se a moagem tiver sido feita em moinho profissional.
      Quanto à moka, pode ser média ou grossa. De acordo com seu gosto. Em ambos os casos não haverá entupimento do filtro. A moagem fina, sim, causaria problemas, produzindo um café ultra amaro e cafeinado, pela resistência à passagem da água fervente.
      Observo que não gosto desse método, pois a água fervida queima o café e altera o gosto para pior, a meu ver.
      Obrigado pelas observações;
      Abraços
      Paulo Quintana

      Curtir

       
  11. Marina

    13 de abril de 2014 at 19:56

    Olá!!! Minha faxineira quebrou a minha que tinha comprado no Cafe Juan Valdez snifsnif…
    Agora vi que posso encontrá-la na Liberdade ou na Etna!
    Amo café! E amo mais ainda o extraido da francesinha!
    Parabéns pelo blog

    Curtir

     
    • Noite Arábica

      14 de abril de 2014 at 19:53

      Obrigado, Marina! Para você que é de Santos, pelo que vi em seu blog, tem o Museu do Café, cuja cafeteria é muito boa. Os cafés deles são ótimos! Não sei se já conhece!
      As boas prensas são raras. Nas de baixa qualidade, a peneira acaba deixando passar pó para a bebida.
      Há duas boas marcas: a Bialetti e a a Bodum Chambord. Esta última é vendida na Starbucks, ainda que com preço bem injustamente salgado. A primeira, acredito que somente comprando no exterior. É a minha. É realmente boa.
      O café Juan Valdés é sensacional. Você experimentou dos melhores que poderia!
      Lamento pela prensa destruída. Acidentes acontecem e trata-se mesmo de um objeto bem frágil.
      Abraços
      Paulo Quintana

      Curtir

       
  12. Anônimo

    27 de março de 2014 at 10:57

    Só tomo café de prensa… é outro naipe….

    Agora que dificuldade para encontrar hein!! Procuro igual doido para presentear e não acho mais, sorte que tenho 2 em casa.

    Curtir

     
    • Noite Arábica

      3 de abril de 2014 at 21:12

      Há uma boa prensa a venda no Starbucks. Mas os preços deles são bem salgados, ao menos aqui no Brasil.
      Entretanto, pode valer a pena, pois é de boa qualidade. Sai em torno de 120 reais. Há 2 tamanhos.
      Abraços
      Paulo Quintana

      Curtir

       
  13. Gustavo

    17 de fevereiro de 2014 at 16:50

    Como dica, eu deixo ferver e conto uns 30 segundos antes de despejar a agua (alem de escaldar a prensa e o mug) depois desse tempo, a agua chega perto dos 90C. A propósito, minha prensa da one coffee quebrou! alguem me indica um lugar baratinho pra comprar outra?

    Curtir

     
    • Gustavo

      3 de abril de 2014 at 23:39

      Acabei comprando na Etna, uma de 600ml a R$40,00. Proxima aquisição (quando essa quebrar) vai ser um Aero press!.

      Curtir

       
      • Noite Arábica

        8 de abril de 2014 at 1:10

        Olá, Gustavo!
        Você sabe já, onde comprará a aeropress?
        Abs

        Curtir

         
        • Anônimo

          8 de abril de 2014 at 3:05

          Ainda nao cheguei a pesquisar a fundo os preços… cheguei a ver só em lojas de ud importadas… bem caras…. :/

          Curtir

           
          • Noite Arábica

            14 de abril de 2014 at 19:54

            E custam 25 dólares nos EUA. Isso que mais dói.
            Abs
            Paulo

            Curtir

             
  14. Renata Luiz Dutra

    16 de outubro de 2013 at 22:02

    Muito bom esse blog! Eu não era muito amiga de café, mas há algum tempo me tornei adepta e apreciadora. Vi na FNAC uns modelos de moedores de café e me interessei bastante, será que vale a pena ter um desses em casa e comprar o café em grãos? Percebi que estamos tendo uma maior oferta de café em grãos no mercado também além das lojas especializadas. Abraço!

    Curtir

     
    • Noite Arábica

      18 de outubro de 2013 at 1:40

      Olá, Renata!
      Sou suspeito para falar, mas vale sim, muito, a pena.
      Se você comprar café em grãos a conservação será facilitada, já que diminui a superfície de contato com o ar.
      Aí, você mói na hora e obtém um café significativamente mais fresco.
      Não precisa gastar muito com isso. Um moedor elétrico manual é suficiente. Além disso, você controla a moagem na sensibilidade.
      Obrigado pelo comentário.
      Abs

      Curtir

       
  15. Gustavo

    17 de setembro de 2013 at 17:25

    Cara, eu acho que o benefício da temperatura ao ferver a água não compensa o sabor de café queimado mesmo na prensa.

    Curtir

     
    • Noite Arábica

      17 de setembro de 2013 at 21:08

      Concordo.
      Escaldando a jarra da prensa, o café não fica frio, ainda que a água não esteja fervente.
      Obrigado pela audiência!
      Paulo

      Curtir

       
  16. tuliomoura

    6 de abril de 2013 at 15:57

    Fantástico o blog, achei no google procurando justamente pela prensa francesa… ainda não tive tempo mas vou dissecar seu blog!!! =D adoro café, adoro conhecer curiosidades e afins, e provar principalmente! Parabéns!

    Curtir

     
  17. Flavio Godoy

    1 de janeiro de 2013 at 1:57

    Bom dia, Feliz Ano Novo para os apreciadores de café, bom onde encontro o filtro interno pois o meu está um pouco desgastado e a prensa comprei em viagem ao Japao.

    Curtir

     
    • Noite Arábica

      11 de janeiro de 2013 at 16:57

      Olá, Flávio!
      Acredito que não se vendam os filtros internos. Nem mesmo a jarra, que é mais facilmente quebrada. A não ser que no exterior você encontre. Então poderia tentar o Amazon ou um site japonês.
      Obrigado pela audiência
      Paulo

      Curtir

       
  18. Thaís Toledo

    29 de novembro de 2012 at 15:51

    Adorei as dicas!
    Gostaria de saber quais as marcas de prensa francesa vcs recomendam e onde posso encontrá-las!
    Obrigada!

    Curtir

     
    • Noite Arábica

      29 de novembro de 2012 at 17:44

      Oi, Thais, tudo bem?
      Existe uma excelente que é a Bodum Chambord (apesar do nome estranho). A jarra é feita com uma parede dupla de vidro, com ar entre elas, o que conserva muito mais a temperatura
      Veja-a no Amazon: http://www.amazon.com/Bodum-Chambord-Pavina-Thermal-Glasses/dp/B001B84EC0/ref=sr_1_1?ie=UTF8&s=home-garden&qid=1229039011&sr=8-1
      No Brasil você encontra prensas dessa marca no Starbucks. Só que os preços são altos e a vendida aqui não tem parede dupla (mas também tem boa qualidade).
      Se você morar em São Paulo, na rua dos Estudantes, no bairro da Liberdade, vendem boas prensas a bons preços. Comprei uma lá e achei bem boa.
      O que você deve avaliar: se o vidro não é muito fino, e frágil, portanto, e sobretudo, se a peneira metálica não é ondulada. Prefira as que possuem reforço na borda.
      Do contrário, elas deixam passar grânulos de café para a bebida.
      Dica: prefira as que possuem jarras de menor volume, mais fáceis de manejar no dia-a-dia, pois para as maiores, usa-se muito café no preparo e geralmente não se toma todo o conteúdo produzido de bebida.
      Boa sorte,
      Paulo Quintana

      Curtir

       
  19. Juliana Rodrigues

    12 de abril de 2012 at 23:32

    Obrigada pela dica!
    Achei super bacana. Acompanho seu blog de vez em quando.
    Essa prensa francesa só conhecia de “filmes”, nunca tomei café feito nela. Quem sabe agora eu tento.
    Faço das suas palavras as minhas: moer café só com gente especializada. Assim saberão qual a granulometria ideal.
    Grande abraço!

    http://www.cafedasquatro.com

    Curtir

     
    • Apreciar café

      15 de abril de 2012 at 20:42

      Olá, Juliana! Obrigado pela audiência!
      Vejo que sempre que se comenta sobre a prensa, nunca se fala sobre esses detalhes que fazem a diferença entre um café agradável e um cheio de pó e frio. Tenho usado bastante a prensa. O sabor é bem mais intenso que quando se usa filtros. Abraços

      Curtir

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Brasilagro

Brasil Agribusiness News - Brasil Agronegócios

Hearts and Minds

O que não muda é que tudo muda.

Tom Fernandes

"‎Quando eu era menino, todos me chamavam de mentiroso. Agora eu sou adulto, e me chamam de escritor." Isaac Bashevis Singer

Kelly Cristina

A única fonte de felicidade está dentro de nós mesmos, e deve ser repartida. Repartir as alegrias é como espalhar perfume sobre os outros: sempre algumas gotas acabam caindo sobre nós mesmos. Sou apaixonada pela minha familia e pelo meu trabalho, sei que a cada dia eu tenho a oportunidade de aprender um pouco mais.

Seu Dinheiro na Internet

Ganhe Dinheiro na Internet sem vender sua alma.

O Mochileiro

Mochila, cultura e experiência.

IMPRESSIONARE (21)99584-4658 (21)3627-5431

Orçamentos: contato.impressionare@gmail.com

Paulo Junior's Blog

"As dificuldades devem ser usadas para crescer, não para desencorajar. O espírito humano cresce mais forte no conflito.” (William Ellery Channing)

CB - CARLOS BESSA ASSESSORIA E VENDAS

vendas; setor moveleiro; mobiliário; treinamento; gestão de vendas; representação

jsazevedoja

Este site WordPress.com é supimpa

Nádia Jung

Porque às vezes as palavras têm de dar lugar ao silêncio, porque às vezes só um gesto inconsciente pode provocar a captura do inexplicável, porque o olho sabe antes que a mente, porque a fotografia é necessária na minha vida ...

Café Etrusca

Café, café de especialidad, café gourmet, insumos para cafetería, maquinaria para cafeterías, mobiliario para cafeterías, barista champ

Desenvolvendo ABAP/4

Just another WordPress.com weblog

tmenegatti

Thiago Menegatti

Dedo-no-zoio

Por que o mundo é dos espertos!

Raspando o prato

Um lugar para quem gosta de comida!

%d blogueiros gostam disto: