RSS

Arquivo da categoria: Onde comprar café

Pé-de-Café: catuaí amarelo

Neste mês, degustei o café catuaí amarelo da Pé-de-Café.

Interessante destacar que, como sempre acontece, o que se encontra no rótulo como descrição é totalmente verdadeiro.

Nada de floreios sobre nuances de sabores difíceis, quando não impossíveis, de o apreciador provar. Apenas uma nota: “levemente achocolatado”. E de fato o café tem essa como principal característica de sabor. Isso não quer dizer que vamos provar a bebida feita com ele, e sentir que tomamos chocolate. Trata-se de uma lembrança gustativa que ele nos inspira. O chocolate é uma referência.

Outra qualidade desse café: o retrogosto agradável, suave e persistente. Para mantê-lo, não tomar água ou outras bebidas após o café, por pelo menos, meia hora.

De maneira geral, trata-se de uma café de aroma e sabor secos, com adstringência pronunciada. No lado oposto do espectro teríamos os cafés adocicados e frutados, daqueles que lembram frutas maduras e mel.

Uma agradável opção de café de características marcantes, excelente para compor um pequeno estoque doméstico, ideal para o apreciador que goste de variar os sabores de maneira bem marcada.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pé de Café – Bourbon Amarelo

forno

O café escolhido para degustação pelo Pé de Café, em dezembro, foi o Bourbon Amarelo, que pude provar agora no mês de janeiro. Mais uma vez, quero registrar o adorei. Achei-o ligeiramente melhor que o Catuaí do mês anterior, que já era ótimo.

Fico feliz por saber que podemos contar com esses cafés especiais, já que o serviço de atendimento deles funciona muito bem, o que apesar de básico, não é tão comum de se encontrar. Por esse motivo, recomendo sempre que os apreciadores cliquem no link do Pé de Café, aqui em nossa área de links (“cafés gourmet pela internet).

Esse Bourbon Amarelo é extremamente perfumado, o que nos faz começar bem a experiência com ele. A torra foi completamente adequada, pois temos zero de gosto residual de queimado e um sabor principal tão intenso quanto agradável.

Como comentado pelo próprio Pé-de-Café (http://www.pedecafe.com/post.asp?id=97), trata-se de um café adocicado. O que a maioria escreve em seus rótulos, mas poucos dos quais correspondendo à realidade.

Destacou-se para mim o sabor de café fresco. Algo que lembra pães saindo de um forno a lenha. Memórias gustativas das melhores são estimuladas!

Pretendo adquirir mais desse café. É daqueles que gosto de ter sempre em casa.

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Pé de Café: Rubi

 

foto 1

Tive o prazer de receber mais um dos cafés especiais Pé-de-Café.

Preparei-o como espresso e por filtragem.

Fazia um bom tempo que não achava um café com esse tipo de sabor. A última vez, havia sido quando recebi um café da região de Chiapas, no México – a memória dele foi reavivada.

O Rubi, produzido no Sul de Minas, é um café cujas características mais chamativas foram o gosto seco, de aroma amadeirado. Lembrou-me o gosto de defumados e o aroma de cachimbos, daqueles achocolatados.

A bebida feita com ele é encorpada (lembrando que aqui me refiro à sua viscosidade, sentida na boca). Razoavelmente doce e de retrogosto suave, agradável e fugaz.

Mais um ponto para a Pé-de-Café!

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Café Grāo Gourmet do mês

O preparo de monodose, com acessórios Grão Gourmet

O preparo de monodose, com acessórios Grão Gourmet

Nessa semana, recebi mais um café do Grão Gourmet, daqueles que são enviados aos filiados ao Clube do Café (link na seção “Cafés Gourmet Pela Internet”).

Trata-se de um café em grãos, originário da região Mogiana de Pinhal. Mais precisamente da Fazenda Nova União. Variedade 100% arábica obatã.

Provei-o tanto da maneira formal, como se faz nos cups, seguindo protocolo da BSCA, como preparando-o por filtragem, como se faz na maior parte dos lares do país.

No 1ª método, a bebida é preparada derramando-se água aquecida (sem ferver) sobre os grânulos recém moídos. Forma-se uma crosta, que rompemos com uma colher, removendo-a em seguida. Tudo isso, quando a temperatura chega a aproximadamente 70 graus. Então, provamos a bebida, aspirando-a de maneira que toda a superfície da língua possa ser contemplada. Nada de açúcar, claro.

Dessa maneira, podemos ter uma ideia mais precisa das propriedades do café. Antes, claro, dei bastante atenção ao aroma dos grãos, ao café moído e ao da bebida.

Mas como no dia-a-dia não é dessa maneira que preparamos café, também passei toda a semana preparando-o por filtragem diariamente. Então, pude compará-lo com outros cafés de que gosto bastante. Nesse caso, uso uma colher de café de mel de laranjeira para adoça-lo.

Observei e senti que o café é bastante cheiroso, tendo aroma leve e adocicado. Muito agradável.

É, como descrito na embalagem (isso é importante), doce e frutado, lembrando carambola madura. A descrição dele fala em garapa. Achei mais leve que isso. Mais suave.. O corpo é ligeiramente cremoso (médio), muito agradável também.

Provado protocolarmente, o sabor enche a boca rapidamente, com quase zero de amargor. Já do jeito cotidiano, combinou muito bem como o mel e se mostrou uma bebida excepcional. Está, certamente, entre os melhores cafés que já tomei. Daqueles que nos faz pensar nele antes de dormir, esperando pela manhã seguinte.

A torra me pareceu ligeiramente mais escura do que precisaria. Mas na hora da prova, mostrou-se adequada. Não tenho como dizer se ficaria ainda melhor em torra mais clara.

Continuo instigado com a chegada do café do próximo mês. Isso é ótimo sinal.

Destaque, novamente, para a cuidadosa e bonita embalagem. Podemos sentir que o café foi muito bem cuidado até chegar à nossa casa.

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

A volta de um velho conhecido – Pé de Café

pedecafe

Quando comecei a conceber esse blog, com o propósito de descobrir e compartilhar sobre os melhores cafés que pudessem chegar às mãos de um consumidor comum, um dos primeiros que encontrei e de que gostei muito foi o café do Pé de Café. Felizmente, após um tempo de indisponibilidade para reformulação das atividades, o site deles voltou a funcionar à pleno vapor!

Trata-se de um café de muito boa qualidade, e que se pode comprar pela internet, com toda segurança e comodidade. Dos 3 cafés já meus conhecidos, o Bourbon, o Catuaí Amarelo e o Mundo Novo, meu preferido era esse ultimo. Senti falta dele! E ainda sinto, pois retomei o contato com o Pé de Café recebendo um novo café, disponível apenas para quem se filia ao Clube do Café (sobre o qual falarei proximamente).

Essa nova opção é do pós-reestruturação, e funciona por um Sistema bastante simples, que oferece vantagens reais a quem se fideliza à marca. Isso porque, além de ter acesso a cafés especialmente selecionados, o assinante recebe um café diferente a cada mês. Não provei todos, mas a julgar pela qualidade dos que já provei, eu esperaria (com água na boca) por um ótimo café a cada início de mês.

Como no Clube o frete já está incluído no preço dos  cafés, que é semelhante aos preços dos comprados de maneira avulsa, acaba-se gastando menos quando se escolhe esse método. E querendo cancelar, basta uma solicitação e encerra-se a filiação.

Fiquei bem contente por reencontrar esse café e por saber que a empresa incrementou seus serviços e produtos. Precisamos de muitas mais opções como essa no Brasil. Lembrando que nos mercados se encontram cafés gourmet, mas não desse nível de qualidade. Sugiro uma boa vista ao site da Pé de Café, cujo link volta, a partir de agora, para a seção “Cafés Gourmet pela internet”, onde só entram links de empresas que trabalhem bem sempre, isso é, das que ofereçam cafés de alta qualidade, bons acessórios, ótimo serviço e atendimento eficiente.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Melhor café da Paulista mudou de local (mas segue longe da avenida)

foto 2

Se forçamos a barra um pouco e pensarmo em “região da Paulista”, aí sim encontramos um café bom de verdade. Mas não basta forçarmos apenas a barra. Será preciso forçar as pernas: por ficar na Alameda Franca, quase na esquina com a Augusta, o caçador de bons cafés precisará descer 4 quadras, em meio a ônibus fumancentos, por calçadas estreitas, disputando espaço com os numerosíssimos pedrestres e até com vendedores ambulantes. E claro, depois virá a subida! (O 1º ponto de ônibus fica quase na metade do caminho).

Entretanto, o que mais interessa àquele que aprecia os bons fluidos proporcionados por um café bem saboroso, é que o melhor café da região deixou de ser encontrado na Escola São Paulo de Artes. Infelizmente, eles fecharam a cafeteria da escola.

A boa notícia é que o mesmo café se encontra ao lado, no Sofá Café. Basta descer alguns metros até a Alameda Franca e virar à esquerda. Muito rapidamente se encontra o local.

O ambiente é bem agradável e o café é, ainda, de longe, o melhor da região da Paulista. Há ainda cafés diversos para se comprar, acessórios para preparo, e um bom balcão com vista para a rua, algo bem raro em São Paulo.

Sofá Café:

Alameda Franca, 1.104 – Jardins (São Paulo)
tel.: 11 2506.5004

 

Tags: , , , , ,

Café gourmet por assinatura

img-kit

Recentemente, conheci um novo serviço, muito interessante para quem faz questão de ter um bom café sempre ao alcance, mas não quer pensar no assunto cada vez que o café acaba. Trata-se do café por assinatura. Com ele, podemos receber cafés gourmet em casa, como quem recebe o jornal , ou o sinal de tv à cabo. Há no mercado serviços semelhantes para cervejas e vinhos. Com café, é novidade por aqui!

Fui convidado a testar  o serviço, pela Grão Gourmet, uma empresa de e-commerce de café,  cuja proposta é o serviço de assinatura. Cafés gourmet de microlotes (rastreáveis – ou seja, dos quais se pode saber exatamente a origem), de diferentes características, são mensalmente enviados ao assinante.

No meu caso, recebi um kit para presente, outro dos produtos disponíveis. Os kits são ótimas opções para si mesmo, ou para enviar a alguém querido e  apreciador de café.  Quando se sabe o gosto da pessoa, eis um modo bem fácil de presenteá-la, sem sair de casa, gastando poucos minutos.

Escolhi receber um café do meu gosto, ou seja, com acidez pronunciada, doce , e de torra clara (sobre a torra, não há informações na descrição dos cafés, mas perguntei antes). A complexidade do sabor saberia ao prová-lo! O café que recebi foi o microlote Fazenda Apucarana, safra 2013, do Cerrado Mineiro, que, sim, atendeu às minhas melhores expectativas.

O café provado mostrou-se, de fato, de acordo com a descrição (algo não tão frequente quando se compra café sem prová-lo antes). O sabor era muito agradável, bastante único – lembrou muito frutas cítricas doces. E a característica que mais se destacou foi o durável retrogosto. Ou, como alguns conhecem, aftertaste. Por pouco mais de uma hora, pude ficar com a lembrança boa do café bem presente!

O método de preparo que usei foi a filtragem (café de coador) e ainda não provei os outros cafés de microlotes deles, mas fique bastante curioso  para fazê-lo, bem como para prová-lo no espresso.

Outros detalhes positivos: a boa qualidade das embalagens usadas e o cuidado com a apresentação do kit.

Em meu caso, recebi um suporte metálico e um filtro de tecido, ambos para preparo de monodoses. Testando o equipamento verifiquei ser  ele adequado ao preparo de um bom café. A quantidade de café que cabe no filtro é ótima. Com a dosagem da quantidade de água, pode-se chegar ao café de nosso gosto. Lembro apenas que os filtros de tecido devem ser lavados com água bem quente, logo antes do uso, evitando que a bebida pegue o gosto do algodão.

 

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

 
Desenvolvendo ABAP/4

Just another WordPress.com weblog

tmenegatti

Thiago Menegatti

Dedo-no-zoio

Por que o mundo é dos espertos!

Raspando o prato

Um lugar para quem gosta de comida!

O Mochileiro

"Para viajar, basta existir" F. Pessoa

GrãoGourmet.com

Informações cafeinadas para quem não vive sem café

Sabor & Amor

Quem me conhece sabe bem o quanto amo um bom vinho, chocolate e café. Mostrarei aqui o que eu ando saboreando e apreciando e tudo que me faz feliz. Fique à vontade. Saboreie com amor e sem moderação.

BookPeople's Blog

Austin's largest independent bookstore since 1970 - 603 N. Lamar Blvd.

Butterfly Mind

Creative Nonfiction by Andrea Badgley

Live to Write - Write to Live

We live to write and write to live ... professional writers talk about the craft and business of writing

David Gaughran

Let's Get Digital

Amanda Mininger

Writer | Author

Is this gentleman bothering you?

Alec Nevala-Lee

Thoughts on art, creativity, and the writing life.

CATHERINE RYAN HOWARD

Writer, astronaut, skinny - Catherine wouldn't mind being any of those things.

coff-a-holic

Things that make me happy

Dois Espressos

Notas sobre livros, música, artes visuais, gastronomia, gadgets, blogs, wanderlust e café espresso.

Aprecie Café!

Tudo para quem não vive sem um bom café! A gastronomia do café. O preparo do café - coador, prensa francesa, café espresso, café expresso, máquinas de café, café em grãos, xícaras, chávenas, colombian coffee, brazilian coffee

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 207 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: